PARA CUMPRIR COTAS, CANAIS PAGOS REPRISAM FILMES ATÉ 61 VEZES NO ANO


Confira os filmes brasileiros mais reprisados em 2014

Em 2011, uma lei federal (11.485) instituiu cotas de conteúdo nacional nos canais pagos estrangeiros que atuam no Brasil. Três anos depois, o resultado foi um crescimento de 159% na quantidade de séries, filmes e programas brasileiros. Mas, apesar da obrigatoriedade, a presença nacional em grifes como Telecine, HBO, Warner e Sony ainda é irrisória: menos de 5% da programação. E, para cumprir as cotas, os canais estão apelando para as reprises que tanto irritam os telespectadores.


Levantamento inédito da Ancine, a Agência Nacional do Cinema, mostra que no ano passado um único filme brasileiro, Minha Mãe É uma Peça, foi reprisado 61 vezes, o que dá uma média de mais de uma exibição por semana. O longa estrelado por Paulo Gustavo esteve em cartaz em quatro canais diferentes (Megapix e três Telecines). De Pernas para o Ar 2, com Ingrid Guimarães, foi o segundo longa nacional mais repetido na TV paga. Teve 53 apresentações no Megapix e nos Telecines Premium, Fun e Pipoca.



Os canais Telecine e Megapix, que também investem na produção de filmes brasileiros (principalmente os com potencial de bilheteria, como as comédias com atores globais), lideram o ranking de reprises. Além das duas primeiras posições, aparecem nas 12 seguintes. Dividem a 11ª colocação (O Casamento de Romeu e Julieta) com o Canal Brasil e o Canal Sony. Só não aparecem na 14ª posição, a primeira ocupada pelos canais HBO e Cinemax, com as 39 reprises de O Som ao Redor.


O estudo da Ancine foi feito sobre 20 canais. Na média, eles dedicaram 504 horas semanais de suas programações de 2014 às produções brasileiras, o equivalente a 15,2% do total da grade _os restantes 84,8% do tempo (ou 2.818 horas/semana) foram para conteúdo estrangeiro. A proporção de conteúdo nacional aumenta para 23,8% no horário nobre (18h/0h), faixa em que se concentra a cota obrigatória de três hora e meia por semana de produção brasileira.


Mas três canais desequilibram a conta: Canal Brasil e GNT e Multishow, da Globosat. Juntos, eles têm 80% da programação brasileira dos 20 canais estudados _ou 374 horas semanais. Sem os três canais, o percentual de conteúdo brasileiro na TV por assinatura cai para 4,6% na média do dia e 12,1% no horário nobre.



Enfim, o levantamento da Ancine comprova que canais criados para exibirem séries e filmes americanos (e apreciados por isso) estão cumprindo as cotas com filmes _reprisados.